Afinal, você sabe o que são commodities? - hubdocafe.com.br
Previsão do Tempo
close
Previsão do Tempo
Afinal, você sabe o que são commodities?

Afinal, você sabe o que são commodities?

Possuem grande importância nas exportações e estão sempre presente na vida dos brasileiros

2 minutos de leitura

É muito comum ler notícias ou assistir aos telejornais e a palavra commoditie ser mencionada. Mas, afinal, o que isto significa e representa? 

A Agência Brasil explica. Em reportagem publicada em seu site de maneira muito didática, as commodities movimentam o comércio e o mercado financeiro em países agrícolas e minerais. Produtos importantes na pauta de exportação, elas estão presentes de forma significativa no dia a dia do brasileiro.

A reportagem mostra que o conceito de commodity mudou ao longo do tempo, ganhando elementos. No sentido original, a palavra tem a raiz common (comum em português), que designa produtos com características semelhantes em qualquer lugar do planeta. Essa acepção engloba produtos agropecuários e minerais.

A definição ganhou sentidos adicionais com a evolução do comércio internacional e do mercado financeiro. Além de padrões mundiais similares, as commodities precisam ter produção em larga escala, capacidade de estocagem, baixa industrialização e alto nível de comercialização. 

Tais características, de acordo com a publicação, diferenciam alimentos perecíveis (que não podem ser estocados) de safras de grãos que podem ser embarcadas para outro lado do planeta. É preciso que as exportações atinjam um volume considerável para que o produto seja comercializado em larga escala. Dessa forma, as commodities podem ser definidas como bens primários com cotação internacional, como petróleo, soja, minério de ferro e café.

A Agência Brasil ainda explica que os preços internacionais são definidos nas bolsas de mercadorias e futuros. A maior bolsa do planeta desse tipo fica em Chicago, nos Estados Unidos, onde são definidas as cotações dos contratos futuros e de opções da maioria das commodities. No Brasil, a antiga Bolsa de Mercadorias e Futuros (BM&F) se fundiu com a Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) em 2008. Em 2017, a BM&FBovespa mudou de nome e passou a chamar-se B3.

Nos contratos futuros, produtores buscam se proteger de variações bruscas de preços, e especuladores querem comprar barato para vender caro. No mercado de opções, os contratos perdem a validade (“viram pó”, no jargão financeiro) em algumas situações.

A matéria divulgada pela Agência Brasil pode ser conferida aqui.