Agronegócio brasileiro é destaque no cenário mundial, segundo estudo
Previsão do Tempo
close
Previsão do Tempo
Agronegócio do Brasil mostra destaque no contexto mundial

Agronegócio do Brasil mostra destaque no contexto mundial

Estudo apresenta desempenho brasileiro entre os anos 2000 e 2020 com potencial em produção, rendimento e exportação

2 minutos de leitura

O agronegócio brasileiro mostra o seu potencial no cenário global, segundo estudo feito pela Secretaria de Inteligência e Relações Estratégicas (Sire) da Embrapa e baseado nas exportações brasileiras entre 2000 e 2020.

O país brasileiro, de acordo com a pesquisa, é o quarto maior produtor de grãos (arroz, cevada, soja, milho e trigo) do mundo, estando atrás apenas da China, dos Estados Unidos e da Índia. O Brasil é responsável por 7,8% da produção mundial e em 2020 produziu 239 milhões e exportou 123 milhões de toneladas de grãos. 

Café

O estudo mostra que o Brasil foi responsável por mais de um quarto (25,5%) das exportações mundiais desta commoditie, comercializando 2 milhões de toneladas, seguido do Vietnã com 20,2% e da Colômbia com 10,7%.

O açúcar vivenciou a mesma situação. O Brasil foi, no ano passado, o maior produtor mundial deste produto, com 1/3 da produção global, seguido da Índia com 17%. E também se consolidou como o maior exportador, com 22 milhões de toneladas no ano passado, o equivalente a 30% da exportação mundial.

Soja e Milho

O Brasil responde por 50% do mercado em Soja. Os resultados das exportações em 2020 somaram US$ 30 bilhões e US$ 346 bilhões nas duas últimas décadas.

No milho alcançou, no ano passado, o posto de segundo exportador com 38 milhões toneladas, representando 19,8% das exportações totais do produto, atrás apenas dos Estados Unidos. Apenas no ano passado, as exportações nacionais de milho somaram US$ 6 bilhões.

Arroz e Feijão

Desde o ano de 2000, a produção de arroz no Brasil apresenta praticamente o mesmo volume, mostrando ao país a necessidade de estratégias para melhorar o desempenho. A liderança nesta produção fica para China e Índia, sendo que o Brasil ocupa o nono lugar (com produção destinada para o mercado interno, apenas 2% foi exportado em 2020).

Já na produção de feijão, o Brasil é o quarto maior produtor no mundo, porém com maior parte da produção voltada para o consumo interno. China, Índia e Myanmar foram os maiores produtores de feijão no mundo, responsáveis por mais de 60% de toda a produção em 2020.

Desempenho do agronegócio brasileiro

Ainda de acordo com o estudo, embora o Brasil seja o quarto maior produtor de grãos, é o segundo maior exportador do mundo, com 19% do mercado internacional. Nos últimos 20 anos, a exportação atingiu mais de 1,1 bilhão de toneladas, o que representou 12,6% do total exportado mundialmente. As exportações brasileiras alcançaram US$ 37 bilhões, só em 2020, e US$ 419 bilhões, entre 2000 e 2020. 

Mais informações sobre o desempenho do agronegócio brasileiro podem ser conferidas na reportagem publicada pelo portal de notícias Agrolink. Acesse aqui.