Atuação da Cooxupé em Minas Gerais é destaque em premiação
Previsão do Tempo
close
Previsão do Tempo
Atuação da Cooxupé em Minas Gerais é destaque em premiação

Atuação da Cooxupé em Minas Gerais é destaque em premiação

Entre as categorias do XXIII Prêmio Minas 2020/2021, promovido pelo MercadoComum, a cooperativa aparece na liderança no setor de Agropecuária e Reflorestamento em Minas Gerais

< 1 minuto de leitura

A atuação da Cooxupé em Minas Gerais ganhou destaque no XXIII Prêmio Minas – Desempenho Empresarial – Melhores e Maiores 2020/2021. A premiação é promovida pelo MercadoComum e analisou diversos critérios.

A pesquisa traz a cooperativa em 1º lugar no ranking das 500 maiores empresas do Estado no setor de Agropecuária e Reflorestamento. A categoria leva em conta quesitos como receita operacional líquida, resultado lucro/prejuízo, patrimônio líquido e ativos totais.

Além disso, a Cooxupé lidera o resultado dos estudos que apontaram as 500 maiores empresas de MG no setor de atividade econômica. Bem como aparece em outras categorias que integram a premiação.

Entre elas, aparece em 16º lugar entre as maiores empresas de Minas Gerais por Receita Operacional Líquida; em 28º lugar entre as maiores em Ativos Totais (em reais); e 27ª nos rankings de Lucro Líquido e em Lucro Líquido sobre Patrimônio Líquido.

Ranking MercadoComum

Ademais, a cooperativa se destaca ainda na 42ª posição entre as empresas de Minas por Patrimônio Líquido. Já no ranking das maiores por Ebitda, a Cooxupé ocupa o 28º lugar. Além disso, aparece em 80º no estudo que aponta as maiores Por Crescimento de Receita Corrente Líquida.

De acordo com o presidente da Cooxupé, Carlos Augusto Rodrigues de Melo, o destaque em mais uma edição do Prêmio Minas do MercadoComum é a consolidação de um trabalho realizado junto aos cooperados.

“Todo o reconhecimento e estas importantes conquistas só são possíveis porque todo nosso trabalho é alicerçado na confiança dos associados e suas famílias. O ranking do MercadoComum é extremamente relevante no cenário da economia e dos negócios de Minas Gerais”, afirma.