B3 lança primeiro índice da bolsa do Brasil do agronégócio
Previsão do Tempo
close
Previsão do Tempo
B3 lança primeiro índice da bolsa do Brasil do agronégócio

B3 lança primeiro índice da bolsa do Brasil do agronégócio

IAGRO, como foi batizado, reúne ações de empresas do setor

2 minutos de leitura

A B3, a bolsa do Brasil, lança em 16/05 o Agro Free Float Setorial (IAGRO B3). Trata-se, pois, de um índice voltado ao agronegócio, com foco na carteira de ações e em units de companhias do setor.

Assim, o novo indicador terá validade até 02 de setembro de 2022. Será composto por ações e units (agrupamento de ações) de companhias ligadas ao Agronegócio.

A iniciativa é uma novidade e deverá facilitar investimentos. Pois, possibilita que novos produtos, como os ETFs e fundos passivos, possam ser oferecidos no mercado, conectando os investidores aos produtos e serviços.

“Com o lançamento do IAGRO, a B3 responde a uma demanda do mercado sobre um setor que é extremamente representativo para a economia brasileira”, comenta Luís Kondic, diretor executivo de Produtos Listados e Dados da B3.

Auxílio à cadeia produtiva

O IAGRO estará disponível no site da B3, no seguinte caminho: Market Data e Índices, Índices de Segmentos e Setoriais, Índice Agronegócio B3 (Classificação Agro B3).  

Nesse sentido, a bolsa do Brasil já oferece um ambiente para listagem das companhias do agronegócio. Como também para captação de recursos via ofertas de ações (IPOs e Follow-ons); para auxiliar produtores rurais e toda a cadeia produtiva no financiamento da produção agrícola.

Objetivos

Dessa forma, o objetivo do IAGRO B3 é refletir o desempenho médio dos ativos de empresas que fazem parte do agronegócio. Em sua composição, as ações são ponderadas considerando a média aritmética simples entre a ponderação pelo valor de mercado do free float bem como a ponderação setorial.

Para participar da carteira do indicador, o ativo deverá atender critérios de liquidez. Como, por exemplo, estar presente em 95% dos pregões dos últimos 12 meses. Bem como não ser classificado como penny stock (ou seja, ter preço médio superior a R$ 1).

Kondic pontua, no entanto, que a classificação será abrangente, como forma de conectar mais setores ligados ao agronegócio. “Com isso, o mercado poderá oferecer novos produtos atrelados a esse índice, dando ao investidor outras formas de diversificar sua carteira”.

Por fim, a composição da carteira será revista a cada quatro meses, sempre em janeiro, maio e setembro.