Cafeicultor na Femagri busca como elevar a produtividade e reduzir custos
Previsão do Tempo
close
Previsão do Tempo
Cafeicultores participam da Femagri e buscam novas formas de elevar produtividade e reduzir custos

Cafeicultores participam da Femagri e buscam novas formas de elevar produtividade e reduzir custos

Oportunidades vão de maquinários a insumos que ajudam a otimizar o tempo e aumentar a produção

2 minutos de leitura

Até 25 de fevereiro, cafeicultores antenados às tendências do mercado cafeeiro e com interesse em elevar a produtividade em suas lavouras encontram, na 21ª Femagri, lançamentos e tecnologias aplicáveis a toda a cadeia de produção do café: de máquinas com sistemas inteligentes e que reduzem perdas e tempo investido, a insumos que podem potencializar o trabalho no campo para os mais de 17 mil cooperados.

Realizada em ambiente 100% digital, a Femagri mantém a sua vocação e tradição para a realização de bons negócios. Tanto é que conta com mais de 80 empresas participantes, bem como mais de 9 mil itens para venda aos cooperados.

Ainda em um cenário de recuperação do período pandêmico, as indústrias também seguem em um movimento de readaptação. Além disso, se reorganizam após sofrerem com atrasos nas entregas de produtos e maquinários.

Planejamento e expectativa

De acordo com o gerente de planejamento, administração e serviços da Cooxupé, Elmo Donizete de Cístolo, há previsão de uma melhora na entrega de máquinas para o segundo semestre de 2022.

“A feira acontece em um momento oportuno. O cooperado poderá se planejar para a safra e antecipar necessidades para a sua colheita, com menos dificuldades em realizar negócios. A Cooxupé se preparou e adquiriu produtos para estoque e entrega imediata”, pontuou o gerente.

Cístolo ainda reforça que dentre as possibilidades de negociação, os cooperados poderão fazer suas aquisições por meio da operação Barter. Ou seja, na qual o café vira a “moeda” de pagamento.

Femagri

Criada em 1997, a Femagri tem como objetivo prestar serviços ao cafeicultor. Seja no fornecimento de máquinas ou implementos agrícolas, o evento consolidou-se como uma grande vitrine de oportunidades. Igualmente, em um só local o cafeicultor pode comparar ofertas, analisar suas necessidades, trocar experiências, planejar sua atividade para elevar a produtividade e fazer negócios.

“A cada nova edição a nossa expectativa é renovada. Sempre buscamos proporcionar ao cafeicultor uma experiência melhor e agregadora. Além disso, queremos fornecer produtos e serviços que gerem sustentabilidade na atividade do café”, completou Cístolo.