CMN faz ajustes nos recursos do Funcafé
close
CMN faz ajustes nos recursos do Funcafé

CMN faz ajustes nos recursos do Funcafé

Foram realocados recursos que haviam sido destinados para auxiliar os produtores que tiveram suas lavouras atingidas pelas geadas ocorridas em julho

< 1 minuto de leitura

O Conselho Monetário Nacional (CMN) aprovou a realocação para os financiamentos do Fundo de Defesa da Economia Cafeeira (Funcafé) para o exercício de 2021. Dessa forma houve ajustes nos recursos do Funcafé.

Assim, do total de R$ 1,3 bilhão reservado para auxiliar os produtores de café que tiveram suas lavouras atingidas pelas geadas, após atendimentos dos agentes financeiros de R$ 654,4 milhões, resultou no saldo de R$ 664 milhões.

Ajustes nos recursos do Funcafé

Nesse sentido, o valor será distribuído da seguinte forma:

  • Operações de custeio: R$ 132,8 milhões
  • Comercialização: R$ 179,3 milhões
  • Financiamento para aquisição de café: R$ 159,3 milhões
  • Operações de financiamento de capital de giro para indústria de café solúvel, de torrefação de café e cooperativas de produção: R$ 192,5 milhões

Portanto, com a realocação aprovada pelo CMN, as demais linhas de crédito do Funcafé passam a ter o seguinte direcionamento dos recursos:

  • Operações de custeio contarão com valores até R$ 1,410 bilhão
  • Comercialização até R$ 1,946 bilhão
  • Financiamento para aquisição de café até R$ 1,245 bilhão
  • Financiamento de capital de giro para indústria de café solúvel, de torrefação de café e cooperativas de produção até R$ 695 milhões

Por fim, a redistribuição dos recursos do Fundo foi aprovada pelo Conselho Deliberativo da Política do Café (CDPC).