CNC lança cartilha sobre Boas Práticas em Armazéns de Café
Previsão do Tempo
close
Previsão do Tempo
CNC lança cartilha sobre Boas Práticas em Armazéns de Café

CNC lança cartilha sobre Boas Práticas em Armazéns de Café

Documento foi elaborado em parceria com o Ministério da Agricultura e a Conab; Baixe o documento sobre as Boas Práticas em Armazéns de Café

< 1 minuto de leitura

O Conselho Nacional do Café (CNC) lançou a cartilha “Boas Práticas em Armazéns de Café”. O trabalho foi feito em parceria com Companhia Nacional de Abastecimento (CONAB) e o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA).

Assim, as equipes técnicas das instituições realizaram a pesquisa. Já o departamento de comunicação do CNC produziu a cartilha.

“O grão de café é um alimento e, por isso, a cartilha orienta gestores de armazéns e cooperativas que detenham espaços de estocagem de café, a armazená-lo corretamente. Assim, o produto expressa sua excepcional qualidade na xícara”, explica Silas Brasileiro, presidente do CNC.

Boas Práticas em Armazéns de Café

A princípio, a ideia surgiu a partir da identificação, por parte do Comitê de Pesquisa & Tecnologia do CNC, da falta de informações direcionadas à armazenagem do café. A cultura produz grãos de características únicas e, por isso, deve ser estocada com o máximo rigor e cuidado.

A Conab lançará, ainda, uma consulta pública para publicação de uma Instrução Normativa específica para armazenagem de café. O CNC irá acompanhar e apoiar esse processo que será realizado em breve.

Assim, a parceria com a Conab e o Mapa foi fundamental para a qualidade do produto final, principalmente no que se refere às informações técnicas.

Baixe a cartilha

O CNC contou com o apoio de Stelito Assis dos Reis Neto, Superintendente de Armazenagem, Paulo Claudio Machado Junior, Gerente de Armazenagem e Lafaiete Fernandes Oliveira, Assistente de Área de Armazenagem, todos profissionais da Conab. Além disso, o trabalho contou com o apoio do professor da Universidade Federal de Viçosa, Paulo César Corrêa.

Por fim, para acessar a cartilha basta clicar no link e fazer o download gratuito.