Cooperativas de crédito crescem mais de 30% no pós-pandemia
Previsão do Tempo
close
Previsão do Tempo
Cooperativas de crédito crescem mais de 30% no pós-pandemia

Cooperativas de crédito crescem mais de 30% no pós-pandemia

Cooperativas de crédito familiar ganham espaço com regras atrativas e juros mais baixos

2 minutos de leitura

As cooperativas de crédito têm ganhado espaço na preferência de quem está fazendo investimentos. Com o retorno da atividade econômica, a taxa de sucesso nos empréstimos se acentuou no período entre 2020 e 2021.

Esse número supera os demais setores pesquisados, quando analisados os pedidos para micro e pequenas empresas.

Enquanto que os empréstimos para agricultores representaram 31%, a taxa de novos negócios para bancos privados teve alta de 12%. E em seguida estão os bancos públicos, que apresentaram elevação de apenas 9%.

Os dados estão em um levantamento do SEBRAE em conjunto com a Fundação Getúlio Vargas. Mostrando que, dessa forma, o modelo cooperativista tem um papel transformador.

Alternativa ao sistema financeiro tradicional

A mudança já vinha se delineando, mas a pandemia e a necessidade por decisões mais assertivas acabaram acelerando o processo.

Atualmente, as cooperativas vivem um momento de maior visibilidade e também oferecem regras mais atrativas, o que reduz a burocracia e facilita o acesso ao crédito.

De acordo com o diretor financeiro do Instituto Brasileiro de Estudos em Cooperativismo, Mauri Alex de Barros Pimentel, a explicação é simples. “O cooperativismo nasce da crise e é impulsionado por ela. E as cooperativas são mais efetivas na concessão de crédito”.

O caminho é olhar para os clientes como associados, afinal eles também são donos da Instituição. “Por estarem próximas de seus cooperados, mitigam mais esse risco do que os bancos”, afirma Pimentel.

Do mesmo modo, o cooperativismo se consolida como um tipo de negócio mais igualitário. Gerando, assim, resultados pra um modelo de gestão mais antenada à realidade do produtor.

E as perspectivas são animadoras para 2022. Dessa forma, o Banco Central estima que até o final do ano o crédito rural tenha um crescimento de 20%.

Vantagens das cooperativas de crédito

A princípio, dá para citar regras mais atrativas e com juros mais baixos como as principais vantagens. Outro ponto é o atendimento personalizado, com foco nas pessoas, ainda mais em um período pós-pandemia, com o reaquecimento da economia.

Dessa forma, as cooperativas colocam no centro de suas estratégias a educação financeira. Isso significa, em conclusão, que o propósito dessas instituições se volta para o fortalecimento dos associados, auxiliando-os em suas necessidades.