Cooxupé expande rede meteorológica - hubdocafe.com.br
Previsão do Tempo
close
Previsão do Tempo
card
Coordenador do Departamento de Geoprocessamento da Cooxupé

Cooxupé expande rede meteorológica

Cooperativa estima obter um total de 110 estações meteorológicas instaladas até 2023

Há décadas a meteorologia tornou-se uma importante aliada para a lavoura do café. Longe de ser um luxo, as estações ou redes meteorológicas conseguem mapear o volume de chuvas, além de auxiliar no planejamento para a colheita e na prevenção de pragas e doenças.

Para colaborar com as mais de 17 mil famílias cooperadas, a Cooxupé conta, atualmente, com 15 estações meteorológicas. Os equipamentos estão instalados nos núcleos da região sul de Minas e no Cerrado Mineiro. Além deles, há 350 pluviômetros disponibilizados em propriedades dos cooperados.

Expansão da rede meteorológica até 2023

Todos os resultados que registramos são de suma importância para auxiliar o produtor nas tomadas de decisão em sua propriedade. Essas ferramentas são essenciais para entendermos sobre o comportamento do clima. Por isso, estamos expandindo a rede meteorológica da Cooxupé.

A previsão é que até 2023 tenhamos um total de 110 estações meteorológicas instaladas em toda a região onde a Cooxupé atua. É um número robusto, sabemos, mas que deve trazer enormes benefícios aos nossos cooperados.

Assim, mais e mais cafeicultores poderão contar com a análise detalhada para o planejamento operacional, que se traduz em mais assertividade no campo.

Maior segurança nas decisões

Essa expansão, ou refinamento, permitirá a análise detalhada dos dados meteorológicos, bem como o entendimento do seu impacto na produção e na produtividade dos cafeeiros.

Além disso, utilizaremos estes dados para alimentar modelos de predição de doenças como, por exemplo, ferrugem e phoma. Nesse sentido, a Cooxupé está desenvolvendo o trabalho em parceria com a Universidade Federal de Lavras.

Ao entender o impacto das condições meteorológicas no desenvolvimento do cafeeiro e na produção, o cafeicultor terá condições de ajustar o seu programa de tratamentos culturais, fitossanitários e financeiros diante da possibilidade de quebra ou de aumento na produção.

Por outro lado, o Programa de Predição de Doenças levará ao cooperado informações sobre a favorabilidade da ocorrência de phoma e ferrugem em função das condições meteorológicas.  Desta forma, o produtor será avisado, com 15 dias de antecedência, se haverá necessidade de realizar o controle das doenças citadas. 

Assim, com estas duas ferramentas, buscamos por sustentabilidade econômica e ambiental.

Lembramos que o Departamento de Geoprocessamento da Cooxupé disponibiliza os dados reunidos pelas estações meteorológicas no Sismet, que fica disponível no site da cooperativa. Basta acessar aqui.