Consumo: café se transforma em combustível do mundo, aponta BBC
Previsão do Tempo
close
Previsão do Tempo
Documentário mostra como o café se transformou no combustível do mundo

Documentário mostra como o café se transformou no combustível do mundo

Documentário da BBC mostra como a produção do grão influencia a economia global e alcançou a marca de dois bilhões de xícaras da bebida consumidas por dia

2 minutos de leitura

O documentário Feito da Terra (Made on Earth, no original em inglês), produzido pela BBC, de Londres, mostra como o consumo de café café se transformou no combustível do mundo influenciando a economia global e alcançando a marca de dois bilhões de xícaras consumidas por dia.

De acordo com a produção da emissora inglesa, o sistema cafeeiro movimenta cerca de US$ 200 bilhões por ano, sendo que o cultivo e produção do café representam um meio de subsistência para mais de 120 milhões de pessoas e famílias em todo o mundo.

Dessa forma, o documentário apresenta a história do café e como o grão encantou novos mercados globais, que apresentam hábitos e consumos totalmente diferentes.

Crescimento na Ásia

Um dos destaques do Feito da Terra é o potencial de consumo por meio da transformação que vem ocorrendo na China, onde o café foi introduzido pelos franceses, ainda no século 19, mas somente nos últimos 20 anos vem ganhando projeção após a inauguração da primeira Starbucks no país, em 1999.

Na China, que é um consumidor tradicional de chá, o consumo de café cresce a um ritmo oito vezes mais acelerado que no resto do mundo. Mesmo assim, apenas 15% do café é consumido fora de casa, o que demonstra o potencial de crescimento do mercado. Um exemplo é a rede de cafeteria Seesaw Coffee, especializada em cafés especiais e de origem, que inaugurou sua primeira loja em 2012 e, atualmente, conta com 22 unidades em todo país.

De acordo com o Diretor-Executivo da Organização Internacional do Café, José Sette, em depoimento no documentário da BBC, o mercado asiático é muito promissor para os produtores de café

“O mercado de café na Ásia é hoje o mais promissor em termos de crescimento. Está expandindo, rapidamente, cerca de 4% ao ano comparado com uma taxa global de 2% ao ano. Isso faz com que a região seja uma oportunidade para o mundo do café”, diz Sette.

Produção brasileira

O aumento da demanda em escala mundial fez o café ocupar a posição de segunda commodity mais desejada do planeta e a produção da BBC destaca o Brasil como o maior produtor mundial do grão.

O estado de Minas Gerais também é apresentado como o responsável pela maior parte da produção de café brasileiro, tendo como destaque as condições climáticas, de solo e a qualidade do cultivo pelos produtores da região.

O Diretor-Executivo da Organização Internacional do Café, José Sette, em depoimento no documentário da BBC, ressalta ainda que o Brasil é o principal produtor do mundo. “Na década de 1840, o Brasil já tinha se tornado o maior produtor do mundo e ainda ocupa essa posição até hoje”, diz.

Para assistir ao documentário na íntegra, basta clicar aqui.