ENCA: Cooxupé apresenta modelo cooperativista
Previsão do Tempo
close
Previsão do Tempo
ENCA: Cooxupé apresenta modelo cooperativista junto aos seus cooperados

ENCA: Cooxupé apresenta modelo cooperativista junto aos seus cooperados

Evento está reunindo em Campinas as cooperativas agropecuárias brasileiras

3 minutos de leitura

As principais cooperativas agropecuárias brasileiras estão reunidas no ENCA – Encontro Nacional das Cooperativas Agropecuárias. O evento está ocorrendo em Campinas/SP, nos dias 28 e 29 de junho, para discutir os desafios do agro.

Dessa forma, o presidente da Cooxupé, Carlos Augusto Rodrigues de Melo, participou da palestra “A importância de levar o cooperativismo para os cooperados”. Assim, também participaram desta apresentação Carolini Berlanda (especialista em Agronegócio e Cooperativismo), Haroldo José Polizel (Superintendente Geral da cooperativa Integrada) e Marcos Antonio Trintinalha (presidente da cooperativa Cocari).

“Acreditamos que viver o cooperativismo é levar esperança. É se organizar em grupos, onde as suas aspirações são atendidas e, também, representadas em suas demandas”, disse Carlos Augusto. Ele mostrou o trabalho realizado pela Cooxupé em linha com os princípios cooperativistas, que fortalecem a identidade da cooperativa. Bem como geram maior aproximação junto aos produtores associados e às comunidades onde está inserida.

Cooperados

O presidente ainda explicou como funciona a segmentação dos cooperados. O que garante, pois, assertividade nas tratativas das necessidades e demandas específicas dos produtores associados. Bem como a atuação dos Núcleos, Filiais, Unidades Avançadas e Postos de Atendimento da cooperativa, todos distribuídos estrategicamente para atender os cafeicultores em 300 municípios da área de ação da Cooxupé.

Presidente da Cooxupé, Carlos Augusto Rodrigues de Melo

“Com o atendimento nas unidades, a cooperativa está sempre perto dos cooperados, portanto, atendendo de forma personalizada às demandas de cada região. Este é um ponto de equilíbrio, visto que as equipes da Cooxupé trabalham em alinhamento com a governança, valores e diretrizes da cooperativa”, acrescenta.

Carlos Augusto ainda abordou sobre os diferentes sistemas e processos utilizados em cada frente de operação da Cooxupé para executar diversas ações. Dentre elas, levar informações e novos conhecimentos ao cooperado até mesmo no campo.  

Gestão e Educação em Cooperativismo

Em sua apresentação, o presidente destacou o Programa de Desenvolvimento em Gestão e Educação em Cooperativismo para capacitar os cooperados por meio de um curso. O projeto teve início em 2018 e conta com a parceria do Sistema Ocemg-Sescoop e da Fundace.

O conteúdo do curso engloba temas como a história e doutrina do cooperativismo, economia, agronegócio, governança corporativa, dentre outros. Em 2022, ocorreu a formatura da terceira turma e a quarta já está em início das atividades. Assim, 100 líderes já foram capacitados pelo programa.

A Cooxupé também mantém outro programa dedicado à prática cooperativista, mas voltado aos colaboradores. Trata-se do MBA Gestão em Cooperativas, também em parceria com a Fundace e Ocemg. Após a formatura da segunda turma, serão mais de 80 funcionários formados.

“A educação transforma realidades e abre portas para uma sociedade mais cidadã e igualitária. Caminha juntamente com os princípios do cooperativismo. Por isso, incentivamos programas e ações que levem mais conhecimentos, capacitando nossos cooperados e colaboradores para estarem preparados diante dos desafios. Sejam eles profissionais e até mesmo no âmbito pessoal”, reforçou, Carlos Augusto.

Portas Abertas

Por fim ele citou o programa “Portas Abertas”, da Cooxupé, que traz para dentro da cooperativa grupos de cooperados e de estudantes que desejam conhecer mais a respeito do modelo de trabalho desta, que é a maior cooperativa de café do mundo.

O ENCA ainda contou com outras palestras que debateram diversos temas que englobam o agro.

O evento está acontecendo em formato híbrido.

“Não vejo outro caminho para levar o cooperativismo a cooperados, colaboradores e comunidades a não ser pela educação”, declara o presidente da Cooxupé