Entenda a relação entre o café e a vontade de ir ao banheiro
Previsão do Tempo
close
Previsão do Tempo
Entenda a relação entre o café e a vontade de ir ao banheiro

Entenda a relação entre o café e a vontade de ir ao banheiro

Estudos mostram que a bebida estimula a evacuação por conta de um efeito mediado pelo cérebro, de acordo com reportagem do New York Times

3 minutos de leitura

Uma reportagem publicada pelo New York Times, e traduzida no Brasil pelo jornal O Globo, mostra qual a relação entre o café e a vontade de ir ao banheiro.

Principalmente pela manhã, para muitas pessoas, o consumo da bebida ativa de forma rápida e infalível o intestino. Disparando, assim, uma necessidade urgente de fazer cocô.

“No entanto, diante da popularidade do café, é surpreendente que saibamos tão pouco sobre como ele afeta o trato gastrointestinal”. É o que diz Robert Martindale, professor de cirurgia e diretor médico de serviços de nutrição hospitalar na Universidade de Saúde e Ciência do Oregon.

Café e a vontade de ir ao banheiro

Assim, alguns estudos sobre o assunto sugerem que, provavelmente, não é a cafeína que desencadeia o desejo de ir ao banheiro.

Um artigo publicado em 1998, por exemplo, descobriu que o café descafeinado também tinha efeito estimulante no cólon, assim como o café com cafeína. Porém, uma xícara de água quente não tinha tal efeito.

“O café é uma bebida complexa que contém mais de mil compostos químicos, muitos dos quais com propriedades antioxidantes e anti-inflamatórias. Determinar como eles afetam o intestino é um desafio”, diz a reportagem.

Comando do cérebro

Em um estudo publicado em 1990 na revista “Gut”, 92 jovens responderam a um questionário sobre como o café afetava seus hábitos intestinais. Assim, apenas 29% dos entrevistados disseram que a bebida “induziu o desejo de defecar”, a maioria deles (63%) sendo mulheres.

Martindale afirma, no entanto, que, na população em geral, a porcentagem de pessoas que têm uma resposta intestinal após beber café é muito maior. Ele estimou, por exemplo, que isso acontece com cerca de 60% de seus pacientes.

A resposta instintiva ao café pode acontecer rapidamente. Assim, no mesmo estudo, alguns voluntários concordaram em colocar uma sonda de detecção de pressão inserida em seu cólon. O objetivo era medir as contrações musculares intestinais antes e depois de beber um cafezinho.

Entre aqueles que disseram que a bebida geralmente estimula a evacuação, a sonda mostrou um aumento significativo na pressão quatro minutos após beber café. Enquanto os chamados “não respondedores” não tiveram nenhuma alteração na atividade do cólon.

Café estimula intestino

O fato de que beber uma xícara de café pode estimular a extremidade oposta do trato gastrointestinal em minutos significa que “provavelmente passa pelo eixo intestino-cérebro”, disse Martindale.

Ou seja, a chegada do café ao estômago envia uma mensagem ao cérebro. O que, então, “estimula o cólon a dizer: ‘Bem, é melhor esvaziar, porque vem descendo coisa na correnteza'”, explicou ele ao Times.

O próprio café se moveria pelo intestino muito mais devagar. Provavelmente levando pelo menos uma hora para percorrer o longo caminho do estômago, através do intestino delgado e até o cólon.

Comunicação

Essa comunicação entre o estômago, o cérebro e o cólon, chamada de reflexo gastrocólico, é uma resposta normal à alimentação. Mas, o café parece ter um efeito mais forte.

Um estudo publicado em 1998 descobriu que 240ml de café estimulou as contrações do cólon semelhantes às induzidas por uma refeição de mil calorias.

Os pesquisadores levantaram a hipótese de que as mensagens intestinais e cerebrais do café são, provavelmente, causadas por um ou mais dos muitos componentes químicos do café.

E, talvez, mediados por alguns de nossos próprios hormônios. Os que desempenham papéis importantes no processo digestivo, como gastrina ou colecistocinina, que inclusive podem aumentar após beber café.

Embora o mecanismo permaneça obscuro, os efeitos do café no intestino podem ser úteis para algumas pessoas. Inclusive para aquelas que estão se recuperando de certos tipos de cirurgia.

Recomendação

A função intestinal prejudicada é comum após cirurgias abdominais, por exemplo, que podem causar inchaço, dor e incapacidade de liberar gases ou tolerar alimentos.

“Alguns goles de café podem resolver. Não é preciso muito”, disse Martindale, que rotineiramente oferece aos seus pacientes uma xícara de café na manhã após a cirurgia.