ESG já é realidade na Cooxupé com a adoção de práticas sustentáveis
Previsão do Tempo
close
Previsão do Tempo
ESG já é realidade na Cooxupé com a adoção de práticas sustentáveis

ESG já é realidade na Cooxupé com a adoção de práticas sustentáveis

Cooperativa adota práticas e governança em sua gestão para garantir melhor futuro aos cooperados

2 minutos de leitura

ESG são as práticas ligadas à sustentabilidade, ao social e à governança. Ações para que as empresas analisem seus padrões e guiem os rumos de gestão. Por isso, é possível dizer que a ESG já é realidade na Cooxupé, a maior cooperativa de cafeicultores do País.

O termo surgiu há 15 anos, no entanto, ganha força hoje na agenda das organizações. Assim, práticas de ESG têm o objetivo de proteger e garantir melhor futuro, tanto para a cooperativa quanto aos seus mais de 16 mil cooperados.

ESG já é realidade na Cooxupé

É importante lembrar que as práticas de ESG levam as organizações a atuarem sob novos modelos de gestão e padrões. Isto porque o lucro não é mais o único foco das empresas, que estão, agora, comprometidas com a realização de boas práticas e com a sustentabilidade.

No dia 19 de agosto, a matriz da Cooxupé recebeu os membros dos Conselhos Fiscal e de Administração para a reunião mensal. “Juntos, discutimos e traçamos normas, assim como acompanhamos as atividades econômicas e financeiras da cooperativa”, diz o presidente, Carlos Augusto Rodrigues de Melo.

Você sabe o que é ESG?

No inglês, a sigla quer dizer Environmental, Social and Governance. Na tradução para o português: Ambiental, Social e Governança.

E na prática, como funciona?

  • MEIO AMBIENTE (Environmental)

A empresa tem um importante papel na prevenção de danos ao meio ambiente, que inclui aspectos e análises de emissões de gases do efeito estufa, eficiência elétrica/hídrica e descarte de lixo;

  • SOCIEDADE (Social)

Aponta como a empresa e seus negócios impactam na vida das pessoas ao seu redor, reduzi riscos sociais. Compromisso com as formas de se relacionar com as suas comunidades. Com a transparência, cadeia de produção e com a satisfação de seus colaboradores.

A legislação trabalhista e a atenção aos direitos humanos também estão nesse quesito, assim como trabalhos com o terceiro setor;

  • CORPORATIVO (Governance)

É necessário que as empresas atuem e sejam claras em suas atividades e ações. Isto para assegurar os aspectos ambientais e sociais e, sobretudo, a gestão de modo sustentável.

A administração neste sentido precisa estar de acordo com os interesses de seus públicos.