Estratégias de nutrição racional são viáveis contra a alta dos fertilizantes
Previsão do Tempo
close
Previsão do Tempo
Estratégias de nutrição racional aplicadas à lavoura são meios viáveis contra a alta no preço dos fertilizantes

Estratégias de nutrição racional aplicadas à lavoura são meios viáveis contra a alta no preço dos fertilizantes

A nutrição do café é atualmente considerada a atividade mais representativa no custo de produção dos grãos, em torno de 30%.

3 minutos de leitura

O aumento significativo dos preços dos fertilizantes ao longo de 2021 e agora a acentuação dos valores desde o início do conflito entre a Rússia e Ucrânia resultaram no aumento do custo de nutrientes. Em alguns casos três vezes mais, quando comparados ao início do ano passado. Por essa razão, atualmente, considera-se a nutrição racional do café a atividade mais representativa no custo de produção dos grãos. Em torno de 30%.

Diante deste cenário de aumento de preços e risco de indisponibilidade de fertilizantes para adubar as lavouras, recomenda-se implementar algumas estratégias na propriedade para que não falte nutrientes para as lavouras e não ocorra perda de produtividade.

A principal estratégia é a realização de análise de solo. Através dela, é possível identificar o estoque de nutrientes e saber em quais talhões precisa aplicar cada um e a quantidade adequada. Por exemplo, é muito comum encontrar talhões de café com teores de K médio ou alto e nestes casos a necessidade de K reduz pela metade. Aproximadamente 65% das análises de solo realizadas no laboratório da Cooxupé nos últimos seis anos apresentaram potássio médio ou alto.

Estratégias para o solo

A análise de solo serve de base para uma outra estratégia importante para a nutrição racional da lavoura: a correção do solo. Isso porque um solo bem corrigido e com pH adequado tem os principais nutrientes que o café demanda (N, P, K, Ca, Mg, S e B). E fica mais disponível para as plantas, conforme mostra o gráfico abaixo.

Fonte: Malavolta, 1979

A análise de solo permite também identificar a necessidade de gesso da lavoura. Mas, neste caso, é necessária a realização de uma amostragem na camada de 20-40 cm de profundidade. A análise é importante para verificar se as condições do solo estão favoráveis para o desenvolvimento das raízes. Em condições desfavoráveis, as raízes ficam mais superficiais e a lavoura fica mais sensível à seca. Nestes casos, é importante aplicar o gesso para favorecer o desenvolvimento das raízes nas camadas mais profundas e tornar as lavouras mais tolerantes aos estresses hídricos e explorar um volume maior de solo para absorver nutrientes.

Campanha

A Cooxupé está com uma campanha de análise de solo pela qual o cooperado tem 20% de desconto durante o mês de abril e 15% durante o mês de maio.

A utilização dos remineralizadores, conhecidos como pó de rocha, também é uma estratégia interessante para fornecimento de nutrientes. Já que são produtos de origem nacional, com menor oscilação de preços.

Outra prática importante, antes muito utilizada, mas atualmente pouco praticada devido ao custo da mão de obra é a esparramação, também conhecida como chegada de cisco. Após a varrição, muito resíduo do café fica no meio da rua e este resíduo é muito rico em nutrientes e material orgânico. Então, retornar este resíduo para a linha do café é muito viável e pode ser feito com os próprios equipamentos utilizados na varrição.

Reutilização de resíduos

E por fim, uma prática muito importante também é a utilização adequada dos resíduos da propriedade como fonte de nutrientes para a lavoura. Principalmente a palha de café, esterco e água residuária do processo de descascamento e despolpamento do café. Podem ser aplicados in natura em lavouras adultas. Ou fazer a compostagem dos materiais, gerando o composto orgânico que tem os nutrientes mais disponíveis para a lavoura e maior diversidade de microrganismos.

Estes resíduos têm composição de nutrientes muito significativa. Por exemplo, 2 toneladas de palha de café fornecem 30 kg de N, 3 kg de P2O5 e 60 kg de K2O. Esta quantidade de potássio é suficiente pra atender a metade da necessidade de uma lavoura que tem teor de potássio médio no solo com carga pendente de 30 sacas por hectare.

Além do aporte de nutrientes, os resíduos contribuem muito para a melhoria da biologia do solo. Isso porque o tornam mais favorável para o desenvolvimento dos microrganismos e ajuda também na retenção de umidade.