Estudo mostra que a borra de café ajuda a reduzir emissões de carbono
Previsão do Tempo
close
Previsão do Tempo
Estudo mostra que a borra de café ajuda a reduzir emissões de carbono

Estudo mostra que a borra de café ajuda a reduzir emissões de carbono

Resíduos de café fisicamente alterados que resultam do tratamento térmico podem ser vendido

< 1 minuto de leitura

O café, uma das bebidas mais consumidas no mundo, gera resíduos que produzem o metano, um gás de efeito estufa. Por outro lado, um estudo mostra que a borra de café ajuda a reduzir emissões de carbono.

Reportagem do portal AgroLink, mostra que uma pesquisa investigou como o pó de café pode reduzir as emissões de gases de efeito estufa. Além de transformar o resíduo em um novo produto.

O trabalho é de Alivia Mukherjee, do Canadá, candidata ao doutorado em engenharia química da Universidade de Saskatchewan.

“Um dia, sentado em um Tim Hortons (rede de cafés) local, vi os funcionários descartando os resíduos em enormes sacos plásticos. Assim, comecei a pensar como sobras de matéria orgânica – borra de café de uma das maiores cadeias de café do Canadá – pode produzir produtos de valor agregado”, diz.

Dessa forma, o objetivo foi encontrar estratégias para reutilizar e reciclar resíduos orgânicos no Canadá. Ao invés de enviá-los para aterros sanitários. No caso dos resíduos moídos de café, a substância tem o potencial de servir como uma armadilha para o dióxido de carbono.

Borra de café ajuda

A pesquisadora tratou a borra de café com calor para alterar as características dos grãos. Dessa forma, o resíduo se tornou mais eficaz na retenção de carbono. “Com essas descobertas, podemos ajustar ainda mais para melhorar a interação com o carbono em um cenário de pós-combustão”, diz.

O trabalho pode ser aplicado ao conceito de captura e estoque de carbono. Esta técnica captura as emissões de carbono antes que elas cheguem na atmosfera e atuem para o aquecimento global.

O próximo passo da pesquisa será investigar formas de tornar o processo mais econômico para as indústrias.