Faturamento bruto dos Cafés do Brasil é estimado em R$ 67 bilhões
Previsão do Tempo
close
Previsão do Tempo
Faturamento bruto dos Cafés do Brasil é estimado em R$ 67 bilhões

Faturamento bruto dos Cafés do Brasil é estimado em R$ 67 bilhões

No ranking das lavouras, soja destaca-se em primeiro com 28,5%, milho 13,2%, cana-de-açúcar 9,6%, café em quarto com 5,4%

< 1 minuto de leitura

O total do faturamento bruto estimado para as principais lavouras brasileiras neste ano deve atingir R$ 881,17 bilhões. Dessa forma, o valor foi calculado tendo como referência o volume físico e os respectivos preços médios dos produtos a serem recebidos pelos agricultores das 17 principais lavouras brasileiras. Os dados compreendem, pois, o período de janeiro a abril de 2022.

De acordo com os dados desse estudo e diante de um ranking em ordem decrescente dos cinco produtos que apresentaram maior estimativa de faturamento, tem-se o seguinte:

– Soja, em primeiro lugar, com R$ 351,98 bilhões. O valor equivale, pois, a 28,5% do total das lavouras pesquisadas;

– Em segundo, destaca-se o milho com R$ 163,83 bilhões (13,2%);

– Na terceira posição vem a cana-de-açúcar com 118,89 bilhões (9,6%);

– Na sequência, em quarto, o café com R$ 66,78 bilhões (5,4%);

– E, em quinto, o algodão com R$ 42,06 bilhões.  Cujo valor corresponde a 3,4% do valor total das lavouras pesquisadas.

Arábica e conilon

A receita dos Cafés do Brasil deve obter, em 2022, o faturamento bruto exclusivo do café tipo arábica de R$ 52,37 bilhões. Assim, equivale a 78% do total do setor cafeeiro nacional.

E, adicionalmente, a receita do café da espécie conilon será de R$ 14,4 bilhões. Valor que representa aproximadamente 22% do total de R$ 66,78 bilhões.

Os dados dessa pesquisa estão disponíveis neste arquivo. A divulgação é do Observatório do Café.