Faturamento das lavouras de Cafés do Brasil atinge R$ 40,12 bi em 2021
Previsão do Tempo
close
Previsão do Tempo
Faturamento das lavouras de Cafés do Brasil atinge R$ 40,12 bi em 2021

Faturamento das lavouras de Cafés do Brasil atinge R$ 40,12 bi em 2021

Café arábica soma R$ 30,7 bi de receita bruta, ou seja, 77% do total; já o conilon R$ 9,34 bi, montante corresponde a 23% do faturamento total

2 minutos de leitura

O Valor Bruto da Produção (VBP) de Cafés do Brasil, que corresponde ao faturamento total das lavouras cafeeiras, tanto de café arábica como de conilon, atingiu a cifra de R$ 40,12 bilhões em 2021.

Neste contexto, o café conilon, com receita estimada de R$ 9,34 bilhões, representou 23,3% desse faturamento; e o café arábica, que atingiu R$ 30,78 bilhões, correspondeu a 76,7% do total.

Assim, com base nesses números, verifica-se que a cafeicultura, participa com aproximadamente 5,3% do faturamento total das lavouras brasileiras, que foi de R$ 756 bilhões. Dessa forma, o setor do café está em quarto lugar no ranking do VBP.

Valor Bruto da Produção

O cálculo do faturamento bruto, especificamente para as lavouras, contempla 17 produtos agrícolas e considera os preços médios recebidos pelos produtores rurais, o qual totalizou, conforme mencionado anteriormente, R$ 756 bilhões neste ano de 2021.

Dessa forma, um ranking dos cinco produtos agrícolas que apresentaram o maior faturamento bruto, em ordem decrescente, denota o seguinte: soja, em primeiro lugar, figura com R$ 361,44 bilhões, que correspondem a 47,8% do total; em segundo, milho – R$ 124,78 bilhões (16,5%); cana-de-açúcar, em terceiro – R$ 85,44 bilhões (11,3%); café, conforme citado, ocupa o quarto lugar, com R$ 40,12 bilhões (5,3%); e, em quinto lugar, o algodão, com R$ 26,95 bilhões, montante que representa 3,5% do VBP das lavouras brasileiras.

Faturamento das lavouras de Cafés do Brasil

Com relação à produção total dos Cafés do Brasil em 2021, incluindo as duas espécies (arábica e conilon), o volume físico apresentou uma queda de 25,7% em relação ao ano passado e atingiu o equivalente a 46,87 milhões de sacas de 60kg, que foram produzidas em uma área de 1,8 milhão de hectares.

Assim, a produção de café arábica foi responsável por 65,6% do total da produção brasileira, com 30,73 milhões de sacas. Ou seja, número que representa uma diminuição de 37% se comparado a 2020.

Enquanto a produção de café conilon, com um aumento de 12,8% em relação ao ano passado, atingiu 16,15 milhões de sacas. Assim, o volume físico em sacas que representa 34,4% de todo café produzido no Brasil em 2021.

Conheça o acervo de publicações da Embrapa Café e baixe os arquivos pelo link.