História e origem agregam valor aos cafés de alta qualidade
close
História e origem agregam valor aos cafés de alta qualidade

História e origem agregam valor aos cafés de alta qualidade

A SMC investe em um mercado segmentado e cada vez mais exigente, que busca por bebidas de sabores e origens únicas

2 minutos de leitura

A SMC Specialty Coffees, empresa integrada à Cooxupé que comercializa e fornece cafés finos, especiais e certificados, busca informar a história dos produtores que investem em um trabalho diferenciado, com a preocupação pela alta qualidade e as boas práticas para agregar valor a estes tipos de café.

Em reportagem produzida pela Folha Rural, em agosto de 2020, mostra-se que o resultado, cada vez melhor, vai ao encontro da ação das cafeterias e torrefações, tanto no Brasil quanto ao redor do mundo, que têm investido em comunicação digital e nas informações detalhadas sobre as origens destes produtos. 

O programa Especialíssimo, criado pela Cooxupé em parceria com a SMC, vem identificando cafés excepcionais de seus cooperados, direcionando estes produtos especiais para um mercado segmentado e cada vez mais exigente, que busca por bebidas de sabores e origens únicas.

No entanto, é necessário que os produtores façam adaptações em seus planejamentos e procedimentos de pós-colheita a fim de elevar a qualidade de seus lotes e suprir a necessidade de quem irá adquirir os cafés.

De acordo com Christian Sarrassini, coordenador da classificação SMC, 2020 apresentou melhora na qualidade em comparação aos anos anteriores do programa, que pode ser observada no aspecto do café e no sabor da bebida.”Os cooperados estão focados em produzir cafés de alta qualidade. Os especiais que temos recebido, em geral, estão muito doces e limpos. Alguns lotes apresentam características florais, outros são mais frutados, chegando a ter um perfil exótico, diferente, que podem atrair a curiosidade dos nossos clientes. Com o suporte da Cooxupé e da SMC, os produtores recebem mais informações e estão atentos aos bons processos, à perfeita maturação do café e à umidade correta. Os lotes foram  excelentes”, afirma Sarassini.

O coordenador da classificação da SMC ressalta ainda que o resultado do programa também é um reflexo da atuação e do trabalho dos técnicos de vários setores da Cooxupé. “Os profissionais da cooperativa, tanto do corpo técnico quanto da classificação, são devidamente treinados, capacitados e com experiência nesta atividade. Com essa sinergia somos capazes de identificar cada vez mais cafés especiais e levar oportunidade de novos negócios a quem produz”, diz Sarassini.

Os resultados em relação à produção de cafés especiais pelos cooperados da Cooxupé também são reconhecidos pelos clientes da SMC no exterior e fazem parte das estratégias de negócios do setor.

De acordo com Dave Rabbich, assistente comercial da DR. Wakefield, empresa parceira e cliente da SMC estabelecida no Reino Unido, muitas empresas criaram lojas online para oferecer seus produtos rapidamente se adaptando à essa nova realidade. “As cafeterias de algumas cidades estão reabrindo aos poucos, com medidas de distanciamento ou servindo apenas em formato take-out, ou seja, o consumidor compra seu produto, mas não consome no local. Com a chegada do outono e do inverno, provavelmente, as pessoas irão continuar consumindo mais café em suas casas”, afirma Rabbich.