Junho é o 5º mês consecutivo com chuvas abaixo da média
Previsão do Tempo
close
Previsão do Tempo
card
Coordenador do Departamento de Geoprocessamento da Cooxupé

Junho é o 5º mês consecutivo com chuvas abaixo da média

Confira aqui o balanço do mês realizado pelo Departamento de Geoprocessamento da Cooxupé. Déficit hídrico desperta atenção

As chuvas de junho ficaram muito abaixo dos registros históricos em todos os locais onde a Cooxupé faz o monitoramento, exceto nas cidades mineiras de Carmo do Rio Claro e Campos Gerais. As poucas chuvas que ocorreram concentram-se no primeiro decêndio do mês.

Na região do Cerrado Mineiro, nos municípios de Monte Carmelo, Rio Paranaíba, Serra do Salitre e Coromandel, praticamente não choveu. Assim, trata-se de uma situação preocupante.

Armazenamento de água no solo

O armazenamento de água no solo, em função do baixo volume de chuvas, está muito abaixo dos registros históricos. Este quadro, se persistir, poderá favorecer o processo de desfolha do cafeeiro. Além disso, quando comparamos o mês de junho nos anos de 2021, 2020 e 2019, observamos que o armazenamento de água no solo já está abaixo de 35%. Assim, as lavouras mais novas já estão sentindo os efeitos da baixa disponibilidade de água no solo.

Lembramos que o déficit hídrico é um indicador da restrição de água a que os cafeeiros foram submetidos. Observamos que no mês de junho, em função do baixo volume de chuvas, este déficit foi muito superior ao déficit histórico do mês. O déficit acumulado de outubro a junho, da mesma forma, foi muito superior à média histórica.

Temperatura

A temperatura média de junho ficou próxima da média histórica em todos os municípios que analisamos na área de atuação da Cooxupé. São José do Rio Pardo (SP) registrou a temperatura máxima mais alta (30,1ºC) e em Cabo Verde (MG) ocorreu a temperatura mínima mais baixa (2,3ºC).

Considerações finais

Assim, consideramos que o mês de junho de 2021 apresentou:

– Chuvas com volumes muito abaixo da média histórica na maioria das regiões analisadas;

– Armazenamento de água no solo muito abaixo da média histórica na maioria das regiões analisadas;

– A temperatura média ficou próxima da média histórica;

– As lavouras estão apresentando bom enfolhamento e vigor;

– No Cerrado Mineiro e no Sul de Minas, as lavouras novas já sentindo os efeitos da longa estiagem.

Lembramos que pelo Sismet disponível na página da Cooxupé você pode consultar todos os dados coletados pelas estações meteorológicas da cooperativa.