Lavouras dos Cafés do Brasil atinge R$ 33,5 bilhões em faturamento bruto
Previsão do Tempo
close
Previsão do Tempo
Lavouras dos Cafés do Brasil atingem R$ 33,5 bilhões em faturamento bruto

Lavouras dos Cafés do Brasil atingem R$ 33,5 bilhões em faturamento bruto

Receita estimada posiciona café em quarto colocado no ranking do faturamento das lavouras, sendo precedido pela soja, milho e cana-de-açúcar em 2021

< 1 minuto de leitura

Segundo a Embrapa, a receita bruta estimada para as lavouras dos Cafés do Brasil, em 2021, totaliza R$ 33,51 bilhões. Este montante teve como base de cálculo e referência os preços médios recebidos pelos produtores de janeiro a junho deste ano.

Os cafés da espécie arábica faturaram R$ 26,29 bilhões. Assim, o valor corresponde a 78,5% do total. Em complemento, os cafés conilon geraram receita estimada em R$ 7,21 bilhões, valor equivalente a 21,5% da receita total.

A produção da cafeicultura brasileira está presente em dezesseis estados da Federação, nas cinco regiões geográficas do País. Assim, segundo a Embrapa, a Região Sudeste merece destaque, pois é a maior produtora de cafés do Brasil e teve a sua receita das lavouras cafeeiras estimada em R$ 29,19 bilhões. O faturamento corresponde a 87,1% do total nacional.

A Região Nordeste, no entanto, vem na segunda colocação com faturamento previsto de R$ 2,19 bilhões. Isto porque equivale a 6,5% do total nacional. E, na sequência, vem a Região Norte, com R$ 1,17 bilhão (3,4%); em quarta posição, a Região Sul, com receita de 683,84 milhões (2%). E, no quinto lugar desse ranking está a Região Centro-Oeste, que teve o seu Valor Bruto da Produção das lavouras cafeeiras calculado para o presente ano-cafeeiro em R$ 264,37 milhões (menos de 1%).

Os números e dados do VBP são produzidos e divulgados mensalmente pela Secretaria de Política Agrícola – SPA, do Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento – Mapa. Tem como base a estimativa do faturamento de 17 lavouras apuradas que serão responsáveis, em 2021, pelo faturamento bruto total estimado de R$ 753,19 bilhões.

O estudo está disponível na íntegra, assim como as suas demais edições, no Observatório do Café do Consórcio Pesquisa Café, coordenado pela Embrapa Café.