Livro da Embrapa aborda correção e adubação do solo no Cerrado
Previsão do Tempo
close
Previsão do Tempo
Livro da Embrapa aborda correção e adubação do solo no Cerrado

Livro da Embrapa aborda correção e adubação do solo no Cerrado

A publicação conta com recomendações de correção de fertilidade do solo compatíveis com os fatores de produção e com a sustentabilidade do processo produtivo no Cerrado

2 minutos de leitura

A Embrapa Cerrado disponibilizou gratuitamente o livro “Cerrado: correção do solo e adubação”, de Djalma Martinhão e Edson Lobato, que traz recomendações de correção da fertilidade do solo compatíveis com os fatores de produção como terra, capital e mão de obra disponíveis na propriedade, visando a sustentabilidade do processo produtivo no Cerrado.

De acordo com publicação no portal Café Point, os autores comentam no prefácio que a agricultura nos solos de Cerrado se difere das áreas mais férteis apenas em relação à correção da pobreza natural de nutrientes e da sua acidez, que depois de realizada se iguala as demais áreas utilizadas pela agricultura. 

A publicação foi desenvolvida a partir dos resultados de pesquisas, vivências e contatos com pesquisadores, professores, produtores, técnicos e extensionistas, entre outros grupos relacionados ao meio agrícola.

Conteúdo

O livro, que é dividido em 14 capítulos, aborda questões sobre o solo e as relações com o uso e o manejo, além de amostragem de solos, corretivos, fertilizantes e correção da acidez do solo. 

Outros temas abordados na publicação se referem à inoculação de leguminosas e manejo de adubos verdes, adubação com nitrogênio, com fósforo, com enxofre, potássica e micronutrientes.

O livro contribui também com informações sobre análise foliar, fertilidade do solo, máxima eficiência produtiva, calagem, adubação, corretivos e fertilizantes para culturas anuais e semiperenes, além da calagem e adubação para pastagens.

Editores

A publicação “Cerrado: correção do solo e adubação”, que pode ser obtida gratuitamente no site da Embrapa funciona como um guia atualizado, elaborado com base em resultados de estudos dos mais renomados pesquisadores da Embrapa especialistas em Cerrado, que é considerado o maior bioma brasileiro depois da Floresta Amazônica. 

O pesquisador Djalma Martinhão, falecido em 2020, atuou na Embrapa Cerrado desde 1975 e foi um dos principais protagonistas no desenvolvimento de tecnologias na área de fertilidade e química do solo para a agricultura desta região. 

Já Edson Lobato atuou na Embrapa Cerrado de 1975 até sua aposentadoria em 2004, sendo responsável pelo desenvolvimento de pesquisas que avaliaram a fertilidade do solo e a produtividade agrícola no Cerrado, com destaque para a adubação e a recuperação de solos pobres. Em 2006, ele recebeu o prêmio internacional World Food Prize pelo papel vital em transformar o Cerrado, considerado uma terra infértil, em uma região altamente produtiva para o cultivo de grãos. O pesquisador foi um dos três brasileiros a receber o prêmio que reconhece as conquistas de indivíduos que contribuíram para o avanço do desenvolvimento humano em aprimorar a qualidade, quantidade e disponibilidade de alimentos no mundo.