OIC aprova candidatos que irão disputar diretoria executiva
Previsão do Tempo
close
Previsão do Tempo
OIC aprova candidatos que irão disputar diretoria executiva

OIC aprova candidatos que irão disputar diretoria executiva

Entre os três concorrentes está a diretora-executiva da Associação Brasileira de Cafés Especiais (BSCA), Vanusia Nogueira

2 minutos de leitura

A Organização Internacional do Café (OIC) aprovou os candidatos indicados pelos países-membros que vão concorrer à diretoria executiva da entidade, que tem sede em Londres. A informação foi divulgada pelo Broadcast Agro do Estadão.

Brasil, Vietnã e Congo sugeriram profissionais para disputar a eleição, em abril de 2022. Assim, até lá, cada concorrente tentará convencer o maior número de membros da instituição de que seu nome é a escolha certa a ser feita.

Ainda segundo a reportagem, na próxima reunião da Organização, os países membros começarão a emitir seus pareceres sobre a experiência e conveniência de cada candidato. No entanto, o encontro acontece em 1º de setembro.

Nesse cenário, o Brasil é visto mais uma vez como favorito. Mas, o embaixador Marco Farani, da Representação Permanente do Brasil junto às Organizações Internacionais (Rebraslon), em Londres, salientou ao Broadcast que o desfecho das campanhas pode ser incerto.

A OIC reúne praticamente todos os produtores de café do mundo e 80% dos países consumidores.

Nomes

Concorre pelo Brasil a diretora-executiva da Associação Brasileira de Cafés Especiais (BSCA), Vanusia Nogueira.

O País é o maior produtor e exportador mundial de café. É também o segundo maior consumidor, o que, na teoria, aumenta as chances de um candidato doméstico continuar no comando da instituição.

Mas, o que pode pesar contra o País, segundo Farani disse ao Broadcast, é justamente o fato de a OIC ter sido comandada por brasileiros na maior parte do tempo.

Atualmente, o diretor-executivo da instituição é José Sette. Em apenas duas ocasiões, o Brasil não esteve na liderança da entidade. Em 1968, quando o inglês Cyril Spencer assumiu o cargo temporariamente. E de março de 2002 a outubro de 2010, quando o colombiano Néstor Osorio Londoño gerenciou a entidade.

Por outro lado, o Vietnã também é forte candidato, já que é o segundo maior exportador de café, ainda que venda para o mundo um volume de aproximadamente metade do que o Brasil comercializa com o exterior. Concorre pelo país asiático Tram Kim Long.

O Congo, por enquanto, é visto como uma zebra. O candidato do país africano é Joseph Antoine Kasonga Mukuta.