Produtoras da Cooxupé recebem bonificação no programa Donas do Café
Previsão do Tempo
close
Previsão do Tempo
Produtoras da Cooxupé recebem bonificação no programa Donas do Café

Produtoras da Cooxupé recebem bonificação no programa Donas do Café

50 cooperadas que produziram e comercializaram cafés especiais em 2021 por meio da SMC Specialty Coffees receberam o valor total de R$ 108,8 mil

2 minutos de leitura

O programa Donas do Café realizou seu primeiro encontro presencial. Durante o evento, que contou com palestras e entrega de certificados, as 50 cooperadas que produziram cafés especiais e os comercializaram com a SMC Specialty Coffees – a qual é controlada pela Cooxupé e que atua no mercado de cafés especiais -, receberam, pela primeira vez, e por fazerem parte dos blends negociados com os clientes da empresa, uma bonificação pelo valor agregado ao seu produto. Assim, no total, R$ 108,8 mil foram distribuídos entre elas.

Em 2020, o programa Donas do Café nasceu com o propósito de promover os cafés especiais das mulheres produtoras, cooperadas da Cooxupé. Maria Dirceia Mendes, gerente comercial e administrativa da SMC, afirma que atualmente há mais mulheres exercendo funções importantes na cadeia cafeeira.

“Encontramos a atuação feminina desde o campo, passando pela exportação bem como no consumo. E notamos que elas querem estar mais próximas e apoiar umas às outras”, cita. “Foi esse movimento que nos inspirou a criar o projeto Donas do Café e, assim, trazer mais visibilidade ao trabalho das mulheres na cafeicultura, especialmente neste mercado”, reforça.

Reencontro

Durante o período pandêmico, o projeto se manteve em âmbito virtual, com encontros por meio de lives e transmissões de conhecimentos sobre o nicho de cafés especiais. Agora, com a melhora do quadro geral no Brasil, foi possível realizar o primeiro encontro presencial do Donas do Café.

No evento, as cooperadas acompanharam palestras sobre produção, mercado e experiências de consumo de cafés especiais, bem como receberam a bonificação.

“Os clientes da SMC têm se interessado e apoiado o projeto. Assim, o acréscimo que fizeram questão de pagar pelos blends Donas do Café foi distribuído entre as participantes da safra de 2021. Esperamos que esse movimento se expanda e que possamos incentivar cada vez mais cooperadas a se dedicarem à produção de cafés especiais”, reforça Maria Dirceia.

De acordo com o presidente da Cooxupé, Carlos Augusto Rodrigues de Melo, o programa Donas do Café é a representação do que as mulheres fazem no dia a dia. “Elas fazem a diferença em nossa cooperativa e no café não seria diferente”, garante. “Trazem segurança para os negócios e produzem um café que atende aos nossos clientes no mercado interno e externo. A Cooxupé se sente orgulhosa de tê-las neste evento tão importante e de ter essa representação feminina em nosso quadro social”, completou.

Já o vice-presidente da cooperativa, Osvaldo Bachião Filho, enfatiza a convicção de que as mulheres são as bases das famílias. “Independentemente do tamanho, há um envolvimento muito grande da família na produção do café. E sempre temos espaço para melhorar nossa produtividade, nossa rentabilidade. Por isso, devemos enxergar a Cooxupé como uma extensão de nossas propriedades, nosso apoio. Queremos produzir mais e melhor. E é isso que esperamos fazer”, conclui.