Programa Especialíssimo premiará os melhores cafés da safra
Previsão do Tempo
close
Previsão do Tempo

Programa Especialíssimo premiará os melhores cafés da safra

O programa, realizado pela Cooxupé, que visa estimular a produção dos cafés de alta qualidade, distribuirá R$ 330 mil entre os 50 produtores selecionados

2 minutos de leitura

O Programa Especialíssimo, promovido pela Cooxupé, premiará os melhores cafés da safra em sua região de atuação nas categorias Cereja Descascado e Natural. No total, o programa distribuirá R$ 330 mil para os 50 produtores selecionados por meio da maior pontuação do produto.

Além da premiação em dinheiro, que possui um valor maior do que o instituído em 2020, os produtores selecionados terão a oportunidade de integrar os blends de cafés das edições limitadas e especiais produzidas pela Torrefação Cooxupé.

Para participar do Programa Especialíssimo, os interessados devem ser cooperados, ter efetuada a entrega mínima de 10 sacas por lote, estar com o CAR (Cadastro Ambiental Rural) atualizado nos órgãos competentes e na Cooxupé, ter fidelidade mínima de 80% na cooperativa, além de possuir boas práticas na produção e colheita, com no mínimo de 75% de resultado obtido no questionário de Diagnóstico de Sustentabilidade do Cooperado. Além disso, outros critérios exclusivos do programa são que o produtor não pode fazer parte da Diretoria ou ser colaborador da Cooxupé.

De acordo com o presidente da Cooxupé, Carlos Augusto Rodrigues de Melo, o objetivo do programa é valorizar e incentivar cada vez mais os produtores rurais que têm se dedicado a produzir cafés especiais e de melhor qualidade.

“A cada ano somos surpreendidos com o crescimento da produção de café de qualidade. Em 2020, por exemplo, o Programa Especialíssimo teve um crescimento de 88% no volume de recebimento de sacas, o que deixa evidente o comprometimento em relação aos manejos necessários para a produção de cafés especiais, agregando valor e maior rentabilidade”, afirma Melo.

Seleção e avaliação

Durante o processo de seleção e avaliação, o café depositado na cooperativa passará pela classificação e, ao ser identificado a partir de 83 pontos, será encaminhado à SMC (Specialty Coffees) para validar as características de café especial.

A avalição dos lotes é realizada por meio de uma prova cega que, entre os pontos avaliados, os classificadores analisam atributos do café como acidez, doçura, corpo, balanço e retro gosto e aromas como frutados, enzimáticos, caramelados e florais.

Na classificação de qualidade também são separadas as categorias “natural” (frutos maduros com casca que são secos com polpa e mucilagem) e o “cereja descascado”, quando a casca externa é retirada para se fazer a secagem das sementes.

Premiação

A premiação ocorrerá em um evento, que será realizado no final deste ano, com a presença de todos os 50 cooperados selecionados para acompanhar o anúncio da relação com a classificação final.

O lote campeão do Programa Especialíssimo será premiado no valor de R$ 50 mil. Os segundo e terceiro lugares ganharão R$ 30 mil e R$ 20 mil respectivamente. Para o quarto lugar a premiação é R$ 13 mil; quinto lugar R$ 12 mil; sexto lugar R$ 11 mil; sétimo lugar R$ 10 mil; oitavo lugar R$ 9 mil; nono lugar R$ 8 mil; e décimo lugar R$ 7 mil.

Quem ficar entre o 11º e 50º lugares a premiação será de R$ 4 mil para cada. Além disso, os 10 primeiros finalistas receberão também um troféu de participação durante a cerimônia.