Projeto avalia o desempenho de novas cultivares de café
Previsão do Tempo
close
Previsão do Tempo
Projeto avalia o desempenho de novas cultivares de café

Projeto avalia o desempenho de novas cultivares de café

Ação coordenada pela Epamig e pela Embrapa Café vai testar a adaptabilidade de 16 cultivares em diferentes regiões de Minas Gerais e está na fase de plantio das mudas

< 1 minuto de leitura

O projeto que vai avaliar o desempenho de novas cultivares de café para o estado de Minas Gerais teve início neste mês de dezembro.

Assim, o trabalho envolve 43 propriedades das regiões Sul, Sudoeste, Oeste, Campo das Vertentes e Zona da Mata. Bem como as regiões do Vale do Rio Doce, Vale do Jequitinhonha, Norte, Triângulo Mineiro e Alto Paranaíba. Em primeiro lugar, o objetivo é identificar variedades mais adequadas para condições de clima, solo e relevo.

Novas cultivares de café

As unidades demonstrativas, localizadas em 41 municípios, integram o projeto conduzido pela Empresa de Pesquisa Agropecuária de Minas Gerais (Epamig) e pela Embrapa Café.

O objetivo é monitorar o comportamento de 16 cultivares de café, nas condições de cultivo e manejo tradicionais das áreas. Em seguida, recomendar as mais adequadas com base em aspectos como produtividade, precocidade, maturação uniforme e qualidade, dentre outros.

Dessa forma, as mudas tiveram produção a partir de sementes qualificadas selecionadas pela equipe do projeto.

“Optamos por cultivares do Programa de Melhoramento Genético da Epamig que têm se destacado em projetos no Cerrado Mineiro e no Sul de Minas e em materiais promissores desenvolvidos pelo Instituto de Desenvolvimento Rural (IDR) do Paraná, pela Fundação Procafé e pelo Instituto Agronômico de Campinas (IAC)”, diz o pesquisador da Epamig, Gladyston Carvalho, coordenador do projeto.

Plantio

Segundo a Revista Cafeicultura, o projeto plantou, em cada uma das propriedades, 1.600 mudas das 16 variedades em avaliação.

A cultivar Catuaí Amarelo IAC 62, será a referência para o Estado, na comparação com os 15 novos materiais selecionados: Catiguá MG2, MGS Paraíso 2, MGS Ametista, MGS Aranãs, H6-47-10 pl3, H29-1-8-5 e H419 trat 21 (EPAMIG); Obatã Amarelo IAC 4739 e IAC 125RN; IPR 100 e IPR 103 (IDR Paraná); Acauã Novo, Arara, Catucaí 25L e Guará (Fundação Procafé).