Consumir café coado com filtro de papel reduz risco de morte prematura
Previsão do Tempo
close
Previsão do Tempo
Consumir café coado com filtro de papel pode diminuir risco de morte prematura

Consumir café coado com filtro de papel pode diminuir risco de morte prematura

Estudos indicaram que a bebida também está associada a um menor risco de óbito por outras doenças

2 minutos de leitura

O café é a segunda bebida mais consumida do mundo. Os brasileiros tomam aproximadamente 5 xícaras por dia, de acordo com dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Além disso, o café é muito mais do que só uma fonte de cafeína. Pois, a bebida está na lista dos melhores alimentos funcionais. Dentre os benefícios está, por exemplo, a redução do risco de morte prematura.

Risco de morte prematura

Conforme pesquisa publicada pelo periódico científico da European Journal of Preventive Cardiology, e divulgada pelo Portal Terra, o café pode oferecer uma série de benefícios a longo prazo para a saúde. Principalmente se ele for coado com um filtro de papel. Isto porque pode reduzir em 15% o risco de morte prematura.

A Associação Brasileira da Indústria do Café (ABIC) divulgou que o café filtrado tem mais vantagens. Isso porque há a possibilidade de escolher a qualidade, controlar o preparo e garantir mais sabor. Bem como os grãos de torra clara ou média preservam mais vitaminas e proteínas.

Ainda conforme o estudo, as bebidas coadas na prensa francesa, cafeteira italiana e até mesmo o expresso, trazem menos benefícios. E reduzem os riscos em apenas 4% para os homens e 9% para as mulheres.

Entretanto, as vantagens do café para a saúde dos humanos não se comparam com a prática de atividades físicas com frequência.

Assim, a nutricionista clínica do Hospital São Cristóvão Saúde, Thalia Gutierrez, afirmou à reportagem que o café também auxilia no gasto calórico; aumenta a energia durante os exercícios; minimiza a fadiga; bem como ajuda na perda de gordura. Dessa forma, a descoberta revela que a rotina do cafezinho diário pode desempenhar um papel importante para o bem-estar e a qualidade de vida a longo prazo.

Mais sobre a pesquisa

Os pesquisadores da European Journal of Preventive Cardiology monitoraram a saúde de mais de 500 mil homens e mulheres, entre 20 e 79 anos de idade, durante um período médio de 20 anos.

O resultado foi além da redução do risco de morte prematura. Pois, o café também está associado a um menor risco de óbito por doença cardiovascular, doença cardíaca isquêmica e acidente vascular cerebral (AVC).

“Além disso, é isento de calorias e possui excelentes vitaminas e minerais. Assim, pode ser considerado fonte de antioxidantes. Que é essencial para aumentar a imunidade e manter o organismo em bom funcionamento”, completa Gutierrez, conforme pontua a notícia publicada pelo Terra.