Rodada de negócios promove cafés especiais do Brasil no exterior
Previsão do Tempo
close
Previsão do Tempo
Rodada de negócios promove cafés especiais do Brasil no exterior

Rodada de negócios promove cafés especiais do Brasil no exterior

Reuniões virtuais, promovidas pela CNA e Apex-Brasil, incentivam contato entre produtores locais e compradores internacionais

2 minutos de leitura

A Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) e a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil) fará uma rodada de negócios virtual entre produtores de cafés especiais e potenciais compradores fora do Brasil.

Dessa forma, o projeto visa incentivar a venda de cafés especiais do Brasil para o mundo.

Assim, quem quiser participar da rodada, que é de graça, pode fazer a inscrição até esta terça-feira, 21 de setembro. Pelo link.

Rodada de negócios

Então, as reuniões da rodada serão entre os dias 8 e 12 de novembro. O projeto dará a chance para produtores de cafés especiais do Brasil conhecerem e negociarem direto com compradores de fora.

Acima de tudo, o objetivo é criar encontros de negócios entre empresários rurais do Brasil e compradores de outros países. Isso tudo de forma virtual, com datas e horários marcados.

Assim, Estados Unidos, Mercosul, União Europeia e Oriente Médio são mercados principais.

Por outro lado, o público-alvo são produtores de café de alta qualidade, participantes do projeto Agro.BR, com interesse e capacidade para atendimento a demandas mundiais.

Cada reunião terá uma hora. Todos os participantes terão uma agenda completa com os horários das reuniões. Assim, o número de reuniões poderá variar conforme setor de atuação da empresa.

Os produtores também podem tirar dúvidas sobre a rodada de negócios pelo e-mail

Cafés especiais

A Apex-Brasil e a Associação Brasileira de Cafés Especiais (BSCA) têm o projeto setorial “Brazil. The Coffee Nation”.

O objetivo é valorizar e incentivar a venda cafés especiais do Brasil para o mundo.

Em 2020, por meio do projeto, o país teve receita de US$ 1,804 bilhão com a exportação realizada por empresas apoiadas.

Ou seja, superando a projeção estipulada de US$ 1,015 bi com crescimento de 6% sobre o registrado em 2019 (US$ 1,701 bi).

No ano passado, 68 empresários participaram – acima da meta, de 55. Ao todo, a iniciativa atendeu a 268 empresas, 23 a mais que o objetivo de 245 companhias.

Nos próximos anos, BSCA e Apex-Brasil pretendem ampliar em 5% a receita com exportações. Bem como o número de empresas que exportam e, também, as apoiadas pelo projeto setorial.

Para 2021, a expectativa é elevar o número de companhias envolvidas no “Brazil. The Coffee Nation” para 281, tendo 75 delas como vendedoras, e gerar US$ 1,9 bi com embarques.

Para 2022, a projeção é alcançar 295 empresas – 80 de venda – e receita cambial de US$ 2 bi.