Seapa participa de audiência pública sobre impacto das geadas
Previsão do Tempo
close
Previsão do Tempo
Seapa participa de audiência pública sobre impacto das geadas

Seapa participa de audiência pública sobre impacto das geadas

Estudo da Secretaria mostra que o Sul de Minas foi mais afetado pelas geadas, pois 77% dos 170 municípios atingidos ficam nessa região

2 minutos de leitura

A Secretaria de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Seapa) participou de uma audiência pública na Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG). Os membros debateram soluções para os prejuízos causados pelas geadas que atingiram regiões de Minas Gerais. Nesse sentido, no evento realizado no dia 10 de agosto, a secretaria e a Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural de Minas Gerais (Emater-MG) apresentaram as ações de apoio aos produtores afetados do estado.

Como resultado, um dossiê com todos os prejuízos sofridos pelos cafeicultores mineiros em virtude das recentes geadas e sugestões de medidas urgentes para amenizá-los deve ser entregue à ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Tereza Cristina Corrêa da Costa Dias, nos próximos dias.

De acordo a Seapa, a secretária Ana Valentini destacou que a pasta também participou de diversas reuniões com produtores, cooperativas e entidades representativas. Ainda reforçou o levantamento minucioso feito pela Emater-MG com os produtores das regiões atingidas pelas geadas. O objetivo é a elaboração, em conjunto, de um documento com as demandas mais urgentes. “Que são principalmente as questões financeiras, de prorrogação de prazos, na obtenção de novos recursos para renovação do parque cafeeiro, entre outras coisas”, pontuou.

Pequenos produtores

A secretária lembrou, ainda, dos pequenos produtores que, muitas vezes, têm dificuldade em acessar o crédito rural. Por outro lado, esses cafeicultores têm dívidas junto às revendas e cooperativas. “A prorrogação dos prazos junto às entidades financeiras não atinge estes produtores. Portanto, gostaria de dizer a todos os agricultores afetados que estamos muito empenhados e buscando tudo que é possível para apoiá-los neste momento tão difícil”, declarou a secretária Ana Valentini.

Já o subsecretário de Política e Economia Agropecuária da Seapa, João Ricardo Albanez, lembrou da importância de se fortalecer a política do seguro rural. “Os levantamentos já demonstram o impacto econômico e social que haverá nas cidades que têm a produção de café. Esse instrumento precisa chegar aos produtores. Esse é o momento de estarmos em convergência, para acionarmos todos os mecanismos de apoio a todos os produtores”, argumentou Albanez.

Levantamento

Ainda durante a Audiência Pública, o coordenador de cafeicultura da Emater-MG, Bernardino Cangussu, apresentou os números do levantamento de perdas por conta das geadas, que estima pelo menos 9.540 produtores afetados.

No levantamento da empresa, foi constatado que o Sul de Minas foi mais afetado pelas geadas, já que 77,8% dos 170 municípios atingidos ficam nesta região. Em seguida aparecem as regiões do Triângulo e Alto Paranaíba, que, juntas, tiveram 21% de todas as cidades afetadas pela intempérie.

De acordo com o relatório, estima-se que a geada afetou aproximadamente 173,7 mil hectares, o que corresponde a 19,1% da área ocupada com cafeicultura na região abrangida pelo levantamento.

Assim, a Emater-MG elaborou uma cartilha com orientações aos produtores prejudicados pelas geadas. Acesse aqui o documento.

(Crédito Foto Audiência: Willian Dias/ALMG)