Volume de chuva deve ser normalizado somente em outubro
Previsão do Tempo
close
Previsão do Tempo
Volume de chuvas deve ser normalizado somente em outubro

Volume de chuvas deve ser normalizado somente em outubro

Os dados analisados e apontados pelo professor Pedro Leite da Silva Dias preveem que o período de estiagem deve continuar no trimestre

2 minutos de leitura

A previsão meteorológica indica que o volume de chuva deve ser normalizado somente em outubro. A estimativa foi apontada pelo professor Pedro Leite da Silva Dias, durante uma videoconferência promovida pela Cooxupé no início de junho, após analisar uma série de dados de diferentes fontes de observação meteorológica do Brasil e do exterior.

“A situação de maio e as expectativas de junho e julho demonstram que a possibilidade de setembro ser úmido é muito baixa. Assim, teremos um mês dentro da normalidade ou mais seco. A partir de outubro e novembro deve iniciar o período de normalização da concentração de chuvas”, comenta Dias.

De acordo com ele, a situação climática, principalmente, em relação à região do Oceano Índico deve fortalecer os efeitos do fenômeno La Niña dificultando a formação de chuvas na região sudeste do Brasil.

“As anomalias no Oceano Índico devem fortalecer La Niña nos meses entre junho e setembro, reforçando os impactos no sudeste do Brasil, o que pode provocar um prolongamento do período de seca. No trimestre de junho, julho, agosto o volume de chuvas ficará abaixo do normal”, explica Dias.

Estiagem histórica

O professor, com base nos registros anteriores, afirma que está ocorrendo um período de estiagem histórica com chuva abaixo do normal que, inclusive, está afetando o nível de vazão dos rios.

“As chuvas estão abaixo da média desde março de 2020. No acumulado, identificamos um índice de pelo menos 150 mm abaixo do que seria o normal nos últimos 180 dias e esse cenário vem ocorrendo de forma contínua”, diz Dias.

Observando as análises climatológicas de diversos institutos no Brasil e no exterior, Pedro Dias aponta também que existe uma possibilidade de que o volume de chuva retome a normalidade em 2022. “A expectativa é que os períodos de chuva sejam normalizados em 2022, quando teremos o fenômeno El Niño”.

Temperaturas

As análises apresentadas também reforçam o cenário de que não existem indicativos de risco de ocorrências de geadas na região sudeste do Brasil.

“Não existem padrões que apontem para a ocorrência de geadas. As temperaturas mínimas em abril e maio, no início de outono, estiveram próximo da normalidade. Já em junho as temperaturas mínimas estão entre 3 e 4 graus acima do normal. Deve ter algumas frentes frias na segunda quinzena de junho, mas nada muito forte”.

A videoconferência completa com todas as análises do professor pode ser vista no canal da Cooxupé no Youtube clicando aqui.